sábado, 25 de janeiro de 2020

Capitão Wagner rebate Jornalista Roberto Moreira e se diz vítima de Fake News

Reprodução do Blog do Jornalista Roberto Moreira

O Jornalista Roberto Moreira publicou em seu Blog que Capitão Wagner estaria saindo do PROS e possivelmente se filiando ao PODEMOS. Capitão Wagner de forma indignada fez Live e divulgou nota negando a mudança de filiação partidária. Veja a nota:

Nota Oficial: É Fake News a informação da saída de Capitão Wagner do Pros para o Podemos

NOTA OFICIAL – PROS CEARÁ
O deputado federal Capitão Wagner, presidente estadual do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza, em face de notícia FALSA publicada no blog do jornalista Roberto Moreira, especulando sobre uma possível mudança sua de partido para o Podemos, esclarece o que segue:
1. O Blog do Jornalista Roberto Moreira mente ou reproduz informação de fonte mentirosa, ao insinuar transferência de sua filiação para o partido PODEMOS;
2. O PODEMOS é um partido aliado ao projeto de construção de uma nova alternativa de gestão para a cidade de Fortaleza, juntamente com outras agremiações. Mas não está sendo tratada filiação ao mesmo;
3. A matéria é sensacionalista e irresponsavelmente direcionada a causar instabilidade ao processo de pré-campanha em Fortaleza, a medida que tenta impingir alinhamento entre o deputado Capitão Wagner e as forças que há 16 anos governam o Estado e a Capital, atualmente sob o comando dos partidos PDT e PT, que são e representam o mesmo projeto arcaico, envelhecido e contra o qual nos posicionamos.
Tranquilizamos a todos os nossos filiados e apoiadores, reafirmando que não coadunamos com qualquer manobra para desestabilizar o processo eleitoral que se avizinha, principalmente com o uso maldoso dos instrumentos de imprensa. Reafirmamos, também, o nosso compromisso de lutar ao lado das pessoas de bem, e dos grupos que querem o melhor para Fortaleza, para o Ceará e para o Brasil.

Nenhum comentário:

Bolsonaro quer Auxílio Brasil de R$ 400 e pode anúnciar a qualquer momento

O presidente Jair Bolsonaro pressionou seus ministros a garantir um pagamento médio de R$ 400 por mês no Auxílio Brasil, program...